- PROPRIEDADE CURITIBA 34.100 M²

Leilão
16/11/21 às 16h00
21/01/22 às 14h00
Modalidade:Simultâneo
Leilão:Extrajudicial
Local do leilão:
ID:724
- PROPRIEDADE CURITIBA 34.100 M²

Lote 201 - ÁREA URBANA 34.100 M²

Trata-se de imóvel urbano, composto por terreno, com acessos por duas vias, uma asfaltada e outra parcialmente asfaltada.

O terreno possui área de 34.100,00 m², conforme matrícula 47750 – 8ª CIRCUNSCRIÇÃO CURITIBA.

A topografia é plana, porém com uma faixa acidentada que divide o terreno em dois patamares.

Possui benfeitoria no que se refere a Centro esportivo e social com a área documentalmente determinada de 2.065,71 m².

O imóvel está localizado na região urbana de Curitiba, sendo sua via principal, a Av. Juscelino Kubitschek de Oliveira. A via é contemplada por imóveis comerciais e residenciais, como galpões, casas e edifícios. A poucos metros do terreno avaliando se encontra o Complexo Educacional Positivo e a Universidade Tecnológica Federal do Paraná. O bairro possui infraestrutura e é servido pelos seguintes melhoramentos urbanos:

• Energia elétrica;

• Iluminação pública;

• Redes de Telefone;

• Coleta de lixo;

• Rede de Abastecimento de água;

• Vias asfaltadas;
CORRERÃO POR CONTA DO COMPRADOR TODAS AS DESPESAS RELATIVAS A AQUISIÇÃO DO IMÓVEL NO LEILÃO, TAIS COMO: ESCRITURA PÚBLICA, IMPOSTO DE TRANSMISSÃO, FORO, LAUDÊMIO, TAXAS, ALVARÁS, CERTIDÕES, EMOLUMENTOS CARTORÁRIOS, REGISTROS, AVERBAÇÕES, ETC.

Visitas do Lote: 760
Lances do Lote: 0
Dê seu lance
Extrajudicial
Encerramento:
21/01/22 às 14h00
Lance Mínimo:
R$ 18.000.000,00
Avaliação:
R$ 0,00
Incremento:
R$ 1.000.000,00

Últimos lances

Usuário
Valor
Data
Tipo

Sem lances para exibir

O lote se encerra em:

  • Dias
  • Horas
  • Minutos
  • Segundos

Da venda em caráter Ad Corpus e conforme o estado físico dos imóveis 

Os imóveis serão vendidos em caráter “AD CORPUS” e no estado em que se encontram, sendo que as áreas mencionadas nos editais, folhetos e outros veículos de comunicação, são meramente enunciativas e repetitivas das dimensões constantes do registro imobiliário, isto é, o arrematante adquire o imóvel como se apresenta como um todo, independentemente de suas exatas e verdadeiras limitações, sejam elas quais forem, não podendo, por conseguinte, exigir complemento de área, reclamar eventuais mudanças nas disposições internas dos cômodos dos imóveis apregoados, não podendo ainda, alegar desconhecimento das condições, características e estado de conservação e localização dos bens, seja a que tempo ou título for, não sendo cabível, portanto, pleitear a rescisão do contrato ou abatimento proporcional do preço em tais hipóteses.    

Da venda conforme o estado fiscal e documental dos imóveis e da responsabilidade por regularizações necessárias

Os imóveis serão vendidos na situação em que se encontram registrados no cartório de registro de imóveis onde estão matriculados e nas condições fiscais em que se apresentarem perante os órgãos públicos, obrigando-se o Comprador, de maneira irrevogável e irretratável, a promover regularizações de qualquer natureza, cumprindo inclusive, quaisquer exigências de cartórios ou de repartições públicas, inclusive previdenciárias, que tenham por objeto a regularização dos imóveis junto a cartórios e órgãos competentes, o que ocorrerá sob suas exclusivas expensas. De igual modo, o Vendedor não responde por débitos não apurados junto ao INSS dos imóveis com construção em andamento, concluída ou reformada, não averbada no Registro de Imóveis competente, bem como quaisquer outros ônus, providências ou encargos necessários.

Da cientificação prévia acerca de exigências e restrições de uso dos imóveis

O Comprador deverá se cientificar prévia e inequivocamente, por conta própria, das exigências e restrições de uso impostas pela legislação e órgãos públicos (municipal, estadual e federal), especialmente no tocante a legislação e preservação ambiental, saneamento, situação enfitêutica, uso do solo e zoneamento, servidões de qualquer natureza e ainda, das obrigações e dos direitos decorrentes das convenções e especificações de condomínio ou imposições dos loteamentos, quando for o caso, às quais estará obrigado a respeitar por força da arrematação do imóvel, não ficando o Vendedor, responsável por qualquer levantamento ou providências neste sentido. O Vendedor não responde por eventual contaminação do solo ou subsolo ou passivos de caráter ambiental.

  • Localização do Bem
  • CURITIBA
  • Compartilhe esta oportunidade